Informagno | Gestão em TI

TI estratégica: como fazer uma gestão eficaz e agregar valor ao negócio

Antigamente, muitas empresas viam a Tecnologia da Informação como apenas um centro de custo. Se alguém na empresa precisava de um computador, servidor, software ou qualquer coisa, o departamento de TI comprava, instalava e pronto.

Com isso, o cenário de TI se tornou uma miscelânea de retalhos que era difícil de gerenciar, manter, dar suporte e proteger. Softwares que não atendem aos requisitos de negócios, hardware obsoleto e sistemas isolados são a evidência de que a estrutura de TI está desconectada da missão e dos objetivos da empresa.

Para solucionar esses problemas, é preciso pensar na TI estratégica: uma maneira eficaz de gerenciar a TI e agregar valor ao negócio.

O que é a TI estratégica?

A TI estratégica tem o objetivo de entender como a tecnologia deve ser usada para atender às metas de TI e de negócios. Uma estratégia de TI deve detalhar os vários fatores que afetam o investimento da organização e o uso de tecnologia. Idealmente, essa estratégia deve apoiar e moldar a estratégia geral de negócios de uma organização.

A TI estratégica deve cobrir todas as facetas da TI da empresa, incluindo gestão de custos, gestão de capital humano, gestão de hardware e software, gestão de fornecedores e gestão de riscos.

Executar uma estratégia de TI requer forte liderança; gestores e diretoria precisam trabalhar em estreita colaboração com os demais departamentos de negócios da empresa e grupos de usuários para alcançar seu sucesso.

No entanto, o plano estratégico precisa ser flexível o suficiente para aceitar mudanças ao longo do caminho. A pandemia do coronavírus foi um exemplo de como a estratégia de TI pode ter que mudar rapidamente para se adaptar a novas condições de mercado. Ela também deve ter espaço para aceitar restrições orçamentárias e incluir avanços tecnológicos que surjam pelo caminho.

Por que a TI estratégica é importante para a empresa?

A TI estratégica se tornou um elemento crítico para a liderança organizacional na última década — isso porque a tecnologia se tornou um elemento crítico para o sucesso dos negócios. Com o aumento da procura pela transformação digital, a tecnologia passou de coadjuvante para protagonista.

Hoje, ela é essencial para:

  • criação de novos modelos de negócios, produtos e serviços;
  • melhorar o atendimento ao cliente e a experiência do cliente;
  • suportar interações com fornecedores e outros parceiros de negócios;
  • capacitar trabalhadores e melhorar a produtividade;
  • aumentar as vendas.

Dessa forma, as organizações devem fazer uma estratégia de tecnologia para conquistar esses objetivos.

Como aplicar a TI estratégica na sua empresa?

A forma que a TI estratégica toma é diferente para cada empresa. É fácil imaginar isso considerando que a base para uma gestão estratégica é pensar no alinhamento da tecnologia com os objetivos de negócios da empresa — e, claro, cada empresa tem seus próprios objetivos.

No entanto, alguns aspectos de uma gestão de tecnologia estratégica são iguais para qualquer negócio. Por exemplo, o primeiro passo deve consistir em uma avaliação de como a organização está hoje e onde deseja chegar. Isso inclui definir indicadores-chave para medir o desempenho ao longo do tempo.

A avaliação deve identificar a tecnologia atualmente em uso e as lacunas que existem entre essas operações de TI atuais e os objetivos e metas delineados. Além disso, o plano para uma TI estratégica deve incluir:

  • Uma visão geral do departamento de TI que cobre sua missão, valores centrais, objetivos e abordagens para cumprir suas metas;
  • Orçamentos atuais e previsões de gastos para um cronograma plurianual;
  • Um esboço de projetos e iniciativas de TI atuais e futuros com cronogramas e marcos;
  • Um mapa da arquitetura corporativa existente, capacidades do departamento de TI e requisitos futuros com detalhes sobre infraestrutura, pessoal e outros recursos necessários;
  • Uma lista das forças internas e externas (como tendências de mercado e da indústria) que moldam os requisitos e inovações tecnológicas atuais;
  • Uma previsão das oportunidades e vulnerabilidades potenciais que exigirão respostas de tecnologia para melhor posicionar a organização para o sucesso.

Atualmente, algumas tecnologias são consideradas os pilares para uma TI estratégica, incluindo a nuvem e tecnologias de segurança que protejam os dados da empresa.

Para a proteção das informações a BHS tem uma condição especial na contratação do serviço gerenciado de Microsoft 365. Conheça nossas condições especiais aqui e intensifique a proteção dos dados dos seus funcionários e clientes.

Aproveite e conheça também as tecnologias que são um diferencial para sua empresa e monte seu plano estratégico agora mesmo!