Informagno | Gestão em TI

Sete hábitos digitais para as crianças

Todo mundo precisa de certas habilidades para sobreviver no mundo digital de hoje.  Os adultos tendem a adquiri-los à medida que surgem novas tecnologias, mas as crianças de hoje praticamente nascem com um smartphone nas mãos.  Cabe aos pais ensiná-los como existir em um mundo de constante bombardeio de informações.  Aqui estão sete hábitos que ajudarão seus filhos a se adaptarem à web.

1. Estabeleça horários sem dispositivos

Quando as crianças passam muito tempo usando a tecnologia, podem ficar viciadas.  De acordo com pesquisadores da Academia Americana de Psiquiatria Infantil e Adolescente, esse vício pode levar a problemas de sono, mudanças de humor, ganho de peso, baixa autoimagem e problemas de imagem corporal.

Os especialistas sugerem apresentar às crianças o mundo on-line de hoje, aumentando gradualmente o tempo de tela e removendo as restrições.  Algumas dicas também se aplicam a crianças de qualquer idade: As mais simples e eficazes incluem não usar dispositivos perto da hora de dormir e silenciar durante a noite.  Você também deve combinar outros momentos em que as crianças não têm permissão para usar o telefone, como durante as refeições em família.

2. Encarregue-se de carregar

Embora a tecnologia esteja avançando na velocidade da luz, os dispositivos de hoje ainda ficam sem bateria rapidamente.  Você pode matar dois coelhos com uma cajadada só na hora de dormir fazendo com que as crianças deixem seus dispositivos carregando em algum lugar fora do quarto, como na entrada ou na cozinha – o dispositivo sempre estará carregado pela manhã e seus filhos não poderão assistir as trends do TikTok antes de dormir.

Lembre-se de que as crianças tendem a usar seus dispositivos tanto durante o dia que, quando chega a noite, a bateria do telefone provavelmente já está esgotada.  Se for esse o caso em sua casa, considere comprar carregadores portáteis para seus filhos e faça com que eles adquiram o hábito de levar os carregadores quando ficarão fora por muito tempo.

3. Preste atenção à segurança da informação e muito mais

Quando as crianças estão imersas no mundo virtual, elas são suscetíveis a uma série de perigos, tanto na Web quanto no mundo real.  Comece enfatizando que não devem ficar olhando para o telefone enquanto estão atravessando a rua ou subindo ou descendo escadas.

O próximo passo é a segurança online, incluindo ameaças da Internet como golpes, roubo de dados pessoais, vírus e muito mais. Diga a seus filhos para não visitarem sites suspeitos (e ensine-os o que isso significa), inserir senhas ou qualquer informação pessoal lá, abrir links de aparência estranha ou baixar aplicativos de qualquer lugar que não seja das lojas de aplicativos oficiais.

Enfatize que eles nunca devem compartilhar documentos pessoais, informações de cartão de crédito ou fotos que possam colocá-los ou a seus amigos em uma posição comprometedora.

4. Mire no consumo de mídia sustentável

Quando nossos dispositivos estão constantemente enviando notificações, podemos facilmente ficar sobrecarregados e perder nossa concentração. Mesmo os adultos às vezes têm dificuldade em lutar contra a tentação de verificar as mensagens, então você pode imaginar como isso é difícil para as crianças. Limite os alertas nos telefones dos seus filhos para que não se distraiam dos trabalhos escolares ou outras tarefas – e para que possam terminar as tarefas mais rapidamente.

Infelizmente, você não pode se livrar das notificações de todos os aplicativos em todos os dispositivos de uma vez; você precisa configurá-los separadamente em telefones e laptops, e cada sistema operacional tem seus próprios recursos específicos e ferramentas integradas para fazer isso. Temos algumas publicações que podem ajudá-lo a gerenciar as notificações:

5. Siga a etiqueta digital

Assim como no mundo real, regras não ditas governam o comportamento na Internet. As pessoas geralmente os dominam simplesmente pela comunicação online, mas as crianças precisam de ajuda para evitar situações embaraçosas, então você deve discutir certas expectativas com elas antes de entrarem online. Por exemplo, discuta as diferenças entre a comunicação por e-mail, em redes sociais e em aplicativos de mensagens.

Também é importante explicar o comportamento aceitável. Uma regra simples é perguntar antes de postar – sempre – <em> eu diria isso pessoalmente? </em> Escrever insultos e humilhar pessoas online é mais do que rude; e pode ter consequências.

6. Organize as informações

Alguns dizem que um telefone ou computador organizado reflete uma mente organizada. Um armário bagunçado provavelmente não afeta realmente a vida do seu filho, mas perder senhas ou arquivos ou esquecer números de telefone pode ser um problema. As crianças devem aprender a organizar informações desde cedo.

Melhor ainda, eles devem adquirir o hábito de fazer cópias de backup de suas informações mais críticas. Aproveite ao máximo as unidades externas – unidades flash ou discos rígidos – ou armazenamento em nuvem. Este último é um tópico importante que vale a pena discutir separadamente. A nuvem é um ótimo recurso, mas as crianças precisam ter cuidado com ela. Eles precisam ter cuidado especial para não permitir que qualquer pessoa acesse arquivos importantes.

7. Agende uma desintoxicação digital regularmente

Com a tecnologia digital se infiltrando em quase todos os aspectos da vida das crianças, é virtualmente impossível evitar a sobrecarga de informações. Isso significa que as crianças precisam ser capazes de se afastar e tornar a Internet uma parte menos importante de suas vidas – primeiro com a sua ajuda e depois por conta própria.

Em primeiro lugar, limite o uso de redes sociais – elas tendem a consumir muito tempo e energia. O artigo “Oito passos para a liberdade: como se desconectar das redes sociais” traz dicas úteis para ajudar você e seus filhos nisso.

Uma forma mais eficaz, embora também mais complicada, de combater a sobrecarga de informações é a desintoxicação digital, quando você guarda seus aparelhos por um determinado período de tempo. Para obter melhores resultados, faça isso regularmente. Você pode combinar desintoxicação com excursões na natureza, exercícios ou atividades com amigos – nenhum dispositivo é permitido.

A era digital forçou os pais a enfrentar novos desafios. Ao lidar com eles, lembre-se de que você pode ser o melhor exemplo para seus filhos. Será um desafio seguir essas regras no início, mas com o tempo elas se tornarão arraigadas e ajudarão seus filhos a se reconectar com o mundo ao seu redor.