Informagno | Gestão em TI

Por que manter softwares e sistemas operacionais atualizados?

Muitos analistas de TI tendem a ver o gerenciamento de patches como uma tarefa de segurança entediante. No entanto, considerando que as vulnerabilidades de aplicativos continuam a ser um dos métodos de ataque externo mais comuns, o controle e gerenciamento de patches é uma parte crítica da segurança da informação na empresa.

O que é o gerenciamento de patches?

Um patch de software é um pedaço de código feito sob medida pelo fabricante do programa para corrigir um bug ou para adicionar novos recursos à aplicação. Eles são essenciais pois, mesmo depois do lançamento de um programa no mercado, os hackers podem encontrar e explorar vulnerabilidades que utilizam para se infiltrar na rede de uma empresa. 

No entanto, uma empresa, dependendo do seu tamanho, pode ter dezenas de softwares, que recebem milhares de atualizações semanalmente. Garantir que todos os programas estejam atualizados com os patches mais recentes, portanto, pode ser um problema. 

O gerenciamento de patches, portanto, é a estratégia que as empresas adotam para assegurar que todos os seus softwares estejam em sua versão mais recente, com todos os patches instalados. Essa estratégia faz parte dos esforços das equipes internas de TI para manter a eficácia dos negócios e garantir um ambiente de TI seguro.

Por que é importante manter softwares atualizados?

O número de ataques está aumentando rapidamente a cada dia que passa. Para organizações com vários servidores e computadores, garantir que todos eles sejam atualizados pode ser demorado e desafiador. Tentar gerenciar manualmente esses patches não é apenas difícil, mas também um grande risco para as empresas. 

Aqui estão alguns pontos-chave sobre o gerenciamento de patches a serem considerados:

  • O gerenciamento de patches é uma das tarefas de TI mais importantes em qualquer organização, pois softwares e sistemas operacionais desatualizados  colocam sua organização em risco de graves violações de segurança. Software seguro evita que uma empresa perca dados de clientes e funcionários e enfrente reações financeiras e jurídicas;
  • Até mesmo um pequeno atraso na instalação das atualizações de segurança pode colocar seus sistemas em uma posição vulnerável. Logo após o lançamento de uma atualização de segurança, os cibercriminosos já estão em movimento, procurando explorar qualquer sistema que não tenha instalado o patch. Foi isso que aconteceu em 2017, com o famoso ataque WannaCry; 
  • Os patches garantem o melhor desempenho da tecnologia corporativa e aumentam os níveis de produtividade dos funcionários. As empresas entregam projetos de negócios sem esforço com tempo de inatividade reduzido do sistema;
  • Uma estratégia de gerenciamento de patches eficaz libera seus analistas de TI do trabalho da rotina de atualizar manualmente os computadores e sistemas, permitindo que eles possam se concentrar em outras tarefas de gestão críticas.

Há muitos softwares em execução na sua organização e nenhum deles é perfeito. O que significa que muitos patches de várias fontes são lançados regularmente. Você não pode simplesmente esperar para implantar patches quando for conveniente, porque deixar essas falhas de segurança e bugs sem correção deixa sua empresa vulnerável. E embora o gerenciamento de patches possa ser complexo e tedioso, a alternativa de ser atingido por uma violação de segurança é infinitamente pior.

Por que automatizar suas atualizações de software?

As ferramentas de gerenciamento de patch de hoje substituem os processos manuais e demorados com os quais as equipes de segurança, desenvolvimento e TI costumavam ter que lidar.

O software e as ferramentas de gerenciamento de patches abordam as diferentes etapas do processo de gerenciamento. Eles executam tarefas como varredura, monitoramento, alerta, priorização, implantação, teste e relatórios. 

Eles vão desde a oferta de um recurso básico, como envio de lembretes de atualização de versão, até soluções corporativas que funcionam em uma rede complexa e em camadas, cobrem todo o processo de gerenciamento de patch e se integram a outros sistemas e plataformas de uma organização.

Os recursos de uma ferramenta de gerenciamento de patches variam de acordo com o tamanho das organizações que oferecem suporte. Uma grande organização empresarial com arquitetura complexa e várias equipes que a suportam precisará de uma solução de gerenciamento de patch que atenda a todas as suas necessidades. Por outro lado, as pequenas e médias empresas ficarão satisfeitas com uma lista mais curta de recursos que atendem às suas necessidades específicas.

Para evitar noites sem dormir e sistemas interrompidos, temos que abordar o gerenciamento de patches de frente e investir em uma política de gerenciamento completa. Ferramentas automatizadas oferecem soluções eficientes para garantir que todas as etapas do processo sejam cobertas, sem interromper os negócios.