Informagno | Gestão em TI

Novo ataque hacker invade sistemas de tribunal federal e divulga arquivos; site está fora do ar

Os sistemas do Tribunal Regional Federal 1ª Região (TRF-1) foram invadidos por um ataque hacker nesta sexta-feira (27). Os invasores disseram ter obtido acesso a arquivos em 47 de dados do tribunal. As informações são do portal UOL

O site do tribunal estava fora do ar pelo menos até 13h45 deste sábado (28). O TRF-1 abrange casos de 13 estados e do Distrito Federal, o que abriga mais processos do país.

O TRE-1 afirmou que não identificou nenhum ativo de TI comprometido e colocou todos os sistemas em modo restrito para permitir uma adequada investigação. O tribunal não deu detalhes sobre possível vazamento de arquivos. 

Os invasores comemoraram o ataque e afirmaram que conseguiram mostrar a vulnerabilidade do sistema.

Apenas os nomes de arquivos que estariam nas bases foram publicados em um site usado por hackers. Os conteúdos não foram divulgados. 

foto
Legenda: Nota do TRF-1 sobre ataque hacker a sistemasFoto: Divulgação/TRF-1

Outros ataques

Em 3 de novembro, um ataque ao sistemas do Superior Tribunal de Justiça (STJ) impediu o acesso a processos, e-mail e outros serviços. A Polícia Federal afirmou que investigaria possível extensão de dados e criptografia de processos. 

Na mesma semana, em 5 de novembro, órgãos do Executivo, em Brasília, e de Justiça sofreram um possível ataque de hackers. Servidores do Ministério da Saúde tiveram dificuldade para acessar os serviços internos da pasta e o sistema de comunicação do ministério ficou fora do ar, deixando o órgão sem internet, telefone fixo e emails corporativos.

No primeiro turno das eleições, no último dia 15, foram expostas informações retiradas do TSE, com o objetivo de desacreditar a segurança do sistema de computadores da Justiça Eleitoral. Foram expostas informações de ex-servidores e ex-ministros do TSE.

O material foi retirado do Portal do Servidor, um sistema administrativo que reúne endereços e telefones e não tem relação com o processo eleitoral. A Polícia Federal prendeu um suspeito pelo ataque neste sábado (28) e cumpriu mandatos em São Paulo, Minas Gerais e Portugal.